Eu de Você

September 20, 2019

 

Denise Fraga escolheu o Theatro São Pedro para estrear seu novo projeto – Eu de Você. A atriz resolve abraçar a cidade de Porto Alegre para trazer ao palco histórias que desejou contar. Fraga usou das suas redes sociais para pedir para as pessoas enviarem suas histórias. Pois ela tinha o desejo de usar os sapatos de alguém e trilhar o seu caminho, vestir seu casado e compreender suas dores, beber da sua água e apreciar a liberdade. O conceito do seu novo espetáculo é utilizar do outro para compor narrativas reais e delas brindar temáticas relevantes para um diálogo atual. Este anseio faz com que Denise Fraga resgate um dos ofícios mais antigos, a narrativa oral, e permite transcender a sua contadora de histórias e nos estender sua voz, alma e corpo e nos convidar a imergir neste universo de histórias.

 

O teatro é o grande local de manifesto e de encontro para Denise Fraga, é ali que existe um fluir, uma troca que vem do público e que da fôlego para a existência da atriz. E nestes últimos anos acompanhando esse desejo, de cada vez mais, estar conversando diretamente com o público, Fraga se preocupa com as temáticas abordadas em cena. Por isso seu novo projeto Eu de Você resolve basear-se no amor (pelo outro), que produz inúmeros outros frutos, como bondade, sonhos, respeito, esperança, alegria, cura, força, compaixão e outros. Como percebe-se cada história carrega camadas e camadas de observações, essas que cada um decide a dimensão que quer degustar.  Alguns ficam entre o riso e o suspiro, outros na beleza e na poesia, outros na dúvida e compreensão. Mas alguns conseguem mergulhar nessas histórias e se encontrar nas cenas. Este encontro que é de ser humano, para ser humano. De fatos reais que se misturam com a nossa realidade. Essa conexão que muitos fazem a partir desses contos pode mexer fundo com reflexões pessoais e transformar nossa visão de mundo. 

 

Neste ponto que percebe o renascer do oficio da oralidade que se mistura com a identidade de Denise Fraga. A atriz por anos esteve à frente do programa Retrato Falado, onde conto histórias de inúmeras mulheres, agora ela dá vida a narrativas de inúmeras pessoas. Esse caminho de contar histórias é de renascer e manter viva a cultura de um povo e de uma nação. E nessa oralidade, que se mistura com expressão e ação que Fraga consegue mexer com assuntos íntimos de cada um. A peça Eu de Você faz com que aja um encontro com a apreciação de ouvir essas histórias, passar por nosso corpo, abraçar nossa alma e mexer com nossos sentimentos. Não existe “moral ou lição”, a um momento de apreciação. Este reflexo é a partir dessas histórias que podem despertar risos ou lágrimas, porque elas são próximas de nós, sei que não me encontro naquele palco, mas minha história está contada ali. A cada nova cena é como se a atriz fosse desenhando as linhas da digital da humanidade e formando a identidade de um povo, de uma nação e de uma cultura.

 

Para iniciar esse momento especial, Denise Fraga, como de costume recebe seu público. Dessa vez ela passa pela platéia abraçando e conversando com algumas pessoas e a cada conversa uma pequena história ela ouve e conta. Esse pequeno gesto se materializa o conceito da peça, a história do Eu de Você. E entre um abraço, um carinho, um olho no olho, vai se costurando histórias e quando se vê ela está em cima do palco contam narrativas. Somos levados, conduzidos, abraçados pela proposta do inicio ao fim do espetáculo. O projeto contém um alicerce de 300 histórias recebidas, nem todas puderam estar sendo contadas, algumas delas ganham vida em torna de uma hora e meia. Essas cartas e e-mail recebidos chegam de diversas formas ao público, somos agraciados pela atuação de Denise Fraga, que mescla com projeções de diversas pessoas na cena, algumas delas são as protagonistas das histórias contadas. Outra forma que essas histórias também chegam ao conhecimento do público e na leitura de algumas dessas cartas, que se torna um dos momentos mais marcantes desse encontro com Eu de Você. Também a escolha de trazer trilha sonora para muitas histórias, a musicalização está presente em muitos momentos.

 

O cuidado visto neste novo projeto é a verbalização da responsabilidade aceita pela atriz em como usar seu oficio para transformar o mundo. Pois através da arte Denise Fraga está conseguindo chegar diretamente às pessoas de uma forma leve, mas provocativa. Não teve como não perceber que ao termino do espetáculo seu público ficou na frente do Theatro São Pedro conversando os momentos mais impactantes para cada um e ali se contando novas histórias. O espetáculo Eu de Você resgata a chama interior de cada um, e faz com que possamos, nem que seja por alguns minutos, reviver esse momento especial de troca com o outro. Ouvir histórias motiva a contar nossas histórias. Essa troca se torna verbo, se torna cura, libertação, amor, esperança e alivio. Denise Fraga resgata a origem da humanidade e nos leva ao reencontro daquele momento onde nossos antepassados ficavam ao redor de uma fogueira ouvindo narrativas orais e meditando sobre o mundo, o espaço e outro.

 

Foto: Cacá Bernardes / Divulgação

 

Please reload

Our Recent Posts

90 Ceias

January 14, 2020

Em Chamas

December 10, 2019

Festive

December 5, 2019

1/1
Please reload

Tags

Please reload

 

©2018 by Crítica e Diálogo. Proudly created with Wix.com