©2018 by Crítica e Diálogo. Proudly created with Wix.com

Dance a Letra Caetano

February 13, 2019

 

Macarenando Dance Concept ajudou-me a lembrar porque todos somos meio Caetano Veloso. Somos Caetano, pois somos brasileiros. Somos uma nação que carrega a alegria de viver e consegue com bom humor ver a poesia no cotidiano. Mas também, carregamos tristezas e indignações de como somos tratados e do sangue que escorre todos os dias nas ruas. Muitas vezes, não temos os argumentos certos para exemplificar tudo o que vivenciamos nesse país. Caetano Veloso sabe usar as palavras e faz letras que foram usadas como base desse espetáculo. Os bailarinos/atores do Macarenando conseguiram despertar no público sorrisos e emoções, através de um encontro real com a verdade do nosso país.

Um pequeno raio de luz vai banhando o palco. Esse corredor de luz vai ganhando sua intensidade e sendo conduzido pela voz de Caetano Veloso. De repente se vê os pés nus de uma mulher, com um vestido florido, caminhando sobre aquele corredor. Ali se encontrava a leveza e poesia de Caetano, que com sua elegância sempre soube escrever inúmeras letras que representavam a realidade brasileira. Esta realidade contagiou Macarenando Dance Concept que com naturalidade trouxeram a crua realidade da nossa nação e no palco fizeram renascer a esperança e alegria do brasileiro, mas também abordou a nossa indignação pelo modo que somos tratados e o modo que querem calar nosso clamor.

A conexão com o público é imediata. O mais admirável era ver a diversidade de tribos que havia naquela noite. Dance a Letra Caetano trouxe ao teatro pessoas totalmente diferentes, mas com o mesmo propósito – Caetano Veloso. O grupo Macarenando narra uma proposta totalmente dinâmica que nos faz enxergar o brasileiro no palco. As inúmeras formas de expressar a letra de Caetano partem do cotidiano brasileiro e assim não tem como não se conectar com esse espetáculo. Ao meu lado havia uma mulher com quatro adolescentes que gargalhavam inúmeras vezes quando viam as representações dos atores bailarinos. E a mulher a cada nova musica tocada de Caetano, se virava para os adolescentes e fazia um comentário.  

No palco havia um caminho, menino, mulher, amor, alegria, poesia, protesto, indignação. Havia arte em forma de expressão. Estava diante de um elenco que consegue se banhar de letras, ritmos e narrativas tão peculiares de Veloso e transformar isso em inúmeras formas de expressão. O olhar brilhar ao ver esses bailarinos/atores tão orgânicos no palco, mas não só da maestria na expressão, mas na verdade que se encontra em cada música e criação feita em cena. É tão visível que eles acreditam em cada proposta que chega certeiro no público. Sentia que queríamos mais e mais de Caetano e do elenco, poderíamos ficar horas ali e não enjoaríamos daquele momento.

As interpretações icônicas de Sozinho, Reconvexo, Leãozinho, Força Estranha e Debaixo dos Caracóis dos Seus Cabelos são inesquecíveis. Impressionante é ver as inúmeras interpretações que o grupo consegue fazer para cada música. Força Estranha ganhou uma forma totalmente diferente do Abobrinhas Recheadas: Rei Roberto, onde Roberto Carlos é o protagonista da canção. Já em Dance a Letra Caetano a mesma música é tocada e ganha uma nova forma de ser abordada que surpreende e desperta um sorriso sincero. Sorrio ao ver uma verdade em cena. Diante de mim bailarinos/atores preocupados em levantar inúmeras problemáticas e provocar o seu público, com sutileza, como o próprio Caetano faz.

E o mais surpreendente é que a mesma mulher do vestido florido e dos pés descalços retorna algumas vezes a cena, sempre passando pelo corredor iluminado. Mas num momento específico ela traz junto de si uma cadeira. Pra no centro do palco, na boca de cena. A poesia ganha forma e atitude, “O Quereres” renasce no palco com uma intensidade única. A Aline Karpinske ganha um destaque por sua performance orgânica e que nos leva a ver a música de inúmeras formas e nos deixa extasiados pela sua interpretação. Caetano Veloso nesse momento brilha em cena e sua letra se destaca mostrando o quanto podemos ser a metamorfose e surpreender o outro. Surpresos ficamos do início ao fim com esse momento, que merecia aplausos.  Mas como a delicadeza que veio se foi. E Caetano é assim, intenso, poético e sabe mexer na medida certa dentro de cada um.

Percebo que Macarenando Dance Concept consegue de forma respeitosa trazer inúmeras reflexões da realidade humana, não só de um país, mas do mundo. Sem em nenhum momento agredir o público, o espetáculo nos convidou a observar com mais gana nosso futuro, que está em nossas mãos, hoje e agora. Soube utilizar-se da essência de Caetano Veloso para trazer sua indignação particular dos últimos acontecimentos na nossa sociedade. Sem levantar bandeira nenhuma, mas ao mesmo tempo levantando o respeito de uma nação, Macarenando mostra mais uma vez que a música e a dança são a mistura certa para tocar inúmeros corações e ao mesmo tempo exaltar nossa cultura nacional.

Please reload

Our Recent Posts

November 11, 2019

November 1, 2019

October 21, 2019

Please reload

Archive

Please reload

Tags

Please reload