©2018 by Crítica e Diálogo. Proudly created with Wix.com

A transformação do bom humor

July 18, 2018

 

A Visita da Velha Senhora, escrito pelo suíço Friedrich Dürrenmatt, nos transporta para o passado, mas ainda é capaz de questionar a ética da atualidade. O roteiro é apresentado pela direção de Luiz Villaça e um elenco  de treze grandes nomes do teatro, que ocuparam o Theatro São Pedro no mês de Julho.

Usando o humor para comunicar, Denise Fraga e os demais atores da peça mostram que não é preciso “empurrar goela abaixo” os assuntos - eixo mais contemporâneos – como comportamento e política, por exemplo. Se há um cuidado maior com a cena cultural, é perceptível que o humor provoca no público um novo olhar sobre a sociedade e suas defasagens.

Acredito que o problema não deve ser simplesmente apresentado sem entendemos a raiz dele. A Visita da Velha Senhora ilustra belissimamente que o maior erro está na ganância do homem, assim questionando sua moral e ética. Afinal, até onde perde-se por causa do dinheiro? O ser humano acredita que o dinheiro lhe dá poder e estabilidade social, mas a ilusão é tão grande e cega que corremos atrás disso diariamente. E para termos esse reconhecimento, muitas vezes nos prostituímos e acabamos cúmplices de fatos que vão contra nossa ética.

Entre os risos e aplausos que acompanhavam o decorrer da história, via-se um reconhecimento natural da platéia com as personagens e a história. Como um reflexo no espelho que penetrava a consciência humana, os espectadores entendiam que o homem pode ser vulnerável quando se ganha dinheiro.

O enredo da peça traz a visita de uma velha senhora a sua cidade natal - Güllen. A cidade está comovida com a chegada de Claire Zahanssian, pois ali ela cresceu, e atualmente se tornou milionária. Como os locais estavam enfrentando dificuldades, tentam bajular a senhora para conseguir ganhar algum auxílio. A generosa Clarinha decide então doar para a cidade um bilhão Dólares, entretanto essa quantia só entrará na conta bancária da cidade se alguém matar seu primeiro amor – Alfred Kank.

Dessa forma, a platéia e os moradores de Güllen vão construindo o andamento da história. Todos os fatos são apresentados para o público, não tem interação direta com ele – onde alguém é tirado do lugar e se junta a cena –, mas estes se tornam moradores da cidade e, juntos, tentam chegar a uma conclusão.

A simplicidade ilustra Denise Fraga! Simplicidade nas escolhas das suas peças, nas temáticas abordadas, nos tons das risadas e na provocação refletida. Não foi a primeira vez que tive a oportunidade de chegar ao teatro e encontrar a atriz e o elenco recepcionando a todos que tomavam seus lugares, assim aproximando o público do artista e desmistificando a ilusão da fama e da atriz intocável. Talvez essa postura faça com que a platéia receba calorosamente suas produções,e com isso é possível aprender que a simplicidade e o bom humor podem mudar um mundo.

 

 

 

 

Please reload

Our Recent Posts

November 11, 2019

November 1, 2019

October 21, 2019

Please reload

Archive

Please reload

Tags

Please reload