January 31, 2019

      Minha alma se encontrou com o espetáculo Caio do Céu. Ao término da peça sentia que estava entregue àquele momento único. Diante de mim a poesia de Deborah Finocchiaro, transformava-se em diversas facetas e abrilhantava os textos de Caio Fernando Abreu. O autor deve estar orgulhoso, pois ele conseguiu ganhar novamente vida e voz, e acima de tudo, transformar com suas palavras as almas sedentas de amor.  

     Assim que as cortinas abrem você é tomado pelas palavras de Abreu na interpretação de Finocciaro, que em poucos minutos de peça, mostra a voz da contadora de histórias. Segurei a respi...

January 26, 2019

Há quem nos diga para nunca julgar o livro pela capa, já eu lhes digo: Nunca julguem a peça pelo seu início. “Nós em off” divide-se em três momentos bem definidos. A cada nova fase do enredo você é surpreendido e acaba passando mal, de tanto rir. Em alguns momentos faltou-me o fôlego para assimilar tudo o que se passava. A peça trás um olhar cômico para o que acontece nos bastidores do teatro, que naquele momento satirizado pelo - Nós Cia de Teatro, não deixa de ser a “pura realidade”.

Chegando ao teatro senti que dali não iria sair surpreendido, talvez até veria uma produção básica. Simplória. Um projeto raso. Mas...

January 15, 2019

        Baal desperta a inquietação mais profunda do ser humano com histórias insanas, com uma apresentação real e carnal, e que não afronta o público, levando-o a observações e reflexões do lado mais desejável que carregamos. A sensação a qual remete a peça é como se estivesse num local onde as pessoas antigamente se reuniam para ouvir histórias, pois somos conduzidos a uma aproximação natural com os atores e a peça. Uma mistura de misticismo com o lado mais sombrio do universo, assim, somos despertados pelas provocações desse espetáculo.

        Desde o momento que chegamos ao local do espetáculo so...

Please reload

Our Recent Posts

90 Ceias

January 14, 2020

Em Chamas

December 10, 2019

Festive

December 5, 2019

1/1
Please reload

Tags

Please reload

 

©2018 by Crítica e Diálogo. Proudly created with Wix.com